Amores mortos




Os grandes amores acabam sim. A idéia de que se for verdadeiramente grande então nunca acaba é herança do período romântico e seu ideal de alma gêmea. Ideal que nos aprisiona e nos faz desmerecer os amores vividos como se grande e verdadeiro fosse um apenas.
Sem fita métrica para o amor, por favor. Todo amor, mesmo que findo, é uma experiência transformadora que nos revela. Alguns doem para sempre, outros não. Existem aqueles que jazem adormecidos até o reencontro, mas todos, esquecidos ou não, nos fizeram vibrar um dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

É a vida!

Ser.