Poema incompleto.

Eu habito palavras.
E elas queimam.
Eu habito palavras incendiadas.

Palavras secas, palavras mortas.


E elas ecoam 

Durante a noite

Feito o uivo dos cães (...).

Andréa Beheregaray.
Poema incompleto
In O livro dentro do livro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

É a vida!

Ser.

Árvores Floridas