DISCUTINDO A RELAÇÃO in Vídeo!

Loading...

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Correio Amoroso - Coração Partido.




Coração Partido.
Da Série Correio Amoroso.

Para você que pergunta: será que a gente tem essa força depois de tanta decepção e mágoa? Será que a gente tem essa força para superar a anestesia afetiva?
Acredito sim que a dor de amor possa ser superada. Mesmo quando o corte é profundo e o amor que existia tenha se transformado em decepção e mágoa. Sabe, todos nós passamos por decepções e em algum momento entramos nessa cadeia amarga de emoções ruins. Primeiro vem a decepção, o choque, depois a mágoa e então anestesia afetiva. A anestesia afetiva é um tempo surdo, de sons agudos onde tudo que sentimos fica em silêncio. É um tempo necessário, tempo de cura. Faz parte do processo de recuperação emocional. A anestesia é um mecanismo de defesa, um curativo, um jeito que encontramos para nos proteger da dor.
O que posso te dizer é: não deixa nada, nem ninguém, roubar tua capacidade de amar. Ela é o que existe de mais valioso em cada um de nós. Amar é o que da cor, nos dá sentido. Decepções fazem parte do pacote. Entenda elas como forma de depuração. Não só das nossas expectativas, muitas vezes irreais sobre o outro, mas também sobre o que afinal desejamos viver numa relação amorosa. Como dizia o sábio Caio F. 'Depois de todas as tempestades e naufrágios o que fica de mim e em mim é cada vez mais essencial e verdadeiro.'
Ninguém gosta de sofrer, mas como não podemos escapar da dor enquanto estivermos realmente vivendo, que a gente faça dela motivo de crescimento e descobertas. Que ela nos faça ver que realmente é importante.
Tá cheio de gente bacana por ai, que já descobriu o essencial e o verdadeiro, é elas que devemos buscar quando nosso coração estiver pronto e nossos sentidos apurados. Isso acontece depois de momentos assim, de decepção e mágoa.Então, aos poucos o coração volta a se abrir, entende que o risco da perda e da decepção é parte da aposta amorosa. A gente encontra, garanto que encontra um amor leal para se viver.
Não temos que lutar para reverter nada, nem querer acreditar que os outros mudarão por nós. A saída da anestesia afetiva é uma saída que só pode ser aberta por nós mesmo, quando o foco da luta e da mudança está sobre nós. Então não desiste, segue em frente, quando menos se espera, terá sol outra vez na sua janela.
Andréa Beheregaray
Da série Correio Amoroso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário