Amor






Passei a precisar. Após sua chegada mudei o jeito de andar, trago um sorriso mais largo e um novo brilho no olhar. Também deixei de comer e tenho dormido pouco. Se por fora tenho estado mais frágil por dentro sou solidez e amor. A simples imagem do seu sorriso me alimenta por dias, o calor do seus carinhos me aquece nas noites em que não está ao meu lado. De tudo o que permanece, enquanto o encontro não vem, a única coisa que não resolvo é esse aperto no peito que me provoca enorme falta de ar. É que passei a precisar do seu cheiro para respirar. 




Andréa Beheregaray

Comentários

  1. o amor, o desejo, só quem sente e sente falta entende...

    ResponderExcluir
  2. "Meu monstro querido"
    lembrei das cartas de Simone a Algren...

    Paticabral ,concordo
    mas não dá p/aceitar qualquer coisa...desvaloriza , perde o encanto.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

É a vida!

Ser.

Amores mortos