quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Gente protocolar.



"Educação é diferente de protocolo. Não gosto de gente protocolar. Soam falsos, rígidos, parecem cumprir uma cena com atos e falas determinados sem fluidez nenhuma. Tentam parecer educados e gentis mas não o são, são apenas vaidosos. Gente educada é diferente é gentil, fluida, natural, te deixa à vontade, não está preocupada com bons modos, mas com o prazer da convivência. Protocolo e formalidades me asfixiam, pessoas e espaços assim não me interessam."

Andréa Beheregaray.

Frida Kahlo.


segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Por que Te Amo.

Surpresa boa ouvir essa canção! Presente do músico Ricardo Gama do grupo Sambô que fez música da minha poesia . Sabes que adorei, obrigada! 

Por que Te Amo.

E quando fui pranto, tu foste meu alívio. 
E foste tu a segurar minha mão
quando meu coração era feito de dor.
Foste a certeza quando eu não tinha nada,
o meu abrigo nas noites de escuridão.

Te fez estrada quando perdi o rumo,
Foste o porto quando eu já não podia mais.
No teu amor é que encontro pouso
No teu abraço reencontrei a paz.

Andréa Beheregaray.


Palavras.






O que escrevo, o que diz de mim? O que conta do que sou, do que sinto? Resumo, pista, confissão? O que escrevo me reduz ou conduz a imaginação? Eu sou minha palavra ou elas me são? Escudo, ponte, brincadeira, janela, carícia, açoite ou ventania? O que seu olho pode ver? E seu coração, o que diz? 

A tradução que você faz, não diz de mim, diz de você. Se para você eu sou apenas palavras, filograma de um mundo tão particular assim, tão resumido é porque, por distração, desinteresse ou incapacidade tuas mãos tocaram apenas a superfície desse universo tão vasto e profundo que é ser uma pessoa. Não me resuma apenas por não ser capaz de me compreender. O que sou não cabe aqui e nunca caberá. Eu sou uma pessoa. 

Eu sou uma pessoa.

Andréa Beheregaray.

domingo, 10 de novembro de 2013

Luxúria.







O sujeito não valia praticamente nada, descaradamente canalha, praticamente um psicopata, mas era tão bom, tão bom no que fazia que elas o amavam. Sofriam mas amavam. Seu prato predileto? Mocinhas românticas. Devorava-as, depois cuspia os restos. e elas? Pasmem, nunca mais o esqueciam. Ele despedaçava almas porque a sua era destroçada. Vingava-se do amor, ferindo.

Andréa Beheregaray.
A história do homem que não amei In Luxúria.

Mais além.






Quem vai me amar agora além de você? Quem vai me amar embaixo das águas? Amar como quem navega em mistérios? Quem vai agora acender a lua? Quem mais vai transformar geleiras em sol? Quem? Em que corpo poderei encontrar tesouros escondidos? Em que prazer vou nascer o meu? Quem vai me levar no fundo, mais fundo de mim? E meu ar, quem há de roubar? E a fome que morre na boca, quem vai devolver? Devorar-me de amor, descobrir outras formas, estender os limites, quem vai me levar agora além de você?



Andréa Beheregaray

sábado, 9 de novembro de 2013

Quem além de você?



Quem, Além de Você?

Leoni

Foi só um sorriso e foi por amor
Nenhuma ironia, não foi por mal
Foi quase uma senha pra te tocar
Nem foi um sorriso, foi um sinal
Por trás das palavras, da raiva de tudo
Sorri pra tentar chegar em você
Foi como fugir pra nos proteger
Enquanto eu sorrir ainda posso esquecer
Porque
Quem vai te abraçar?
Me fala quem vai te socorrer
Quando chover e acabar a luz
Pra quem você vai correr?
E quem vai me levar
Entre as estrelas, quem vai fazer
Toda manhã me cobrir de luz?
Quem, além de você?
Ninguém tem razão, tenta me entender
E a gente é maior que qualquer razão
Foi só um sorriso e foi por amor
Te juro do fundo do coração
Foi como tentar parar esse trem
Com flores no trilho e acenar pra você
Parece absurdo, eu sei, mas tentei
Enquanto eu sorrir ainda posso esquecer
Quem vai te abraçar?
Me fala quem vai te socorrer
Quando chover e acabar a luz
Pra quem você vai correr?
E quem vai me levar
Entre as estrelas, quem vai fazer
Toda manhã me cobrir de luz?
Quem, além de você?
Deixa isso passar, e quando passar
Vou estar aqui te esperando
Pra te receber
E sorrir feliz dessa vez
Que esse amor é tanto
Quem vai te abraçar?
Me fala quem vai te socorrer
Quando chover e acabar a luz
Pra quem você vai correr?
E quem vai me levar
Entre as estrelas, quem vai fazer
Toda manhã me cobrir de luz?
Quem, além de você?

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Ele(a) não está tão afim de você, como saber?.



Da série, Ele não está tão afim de você: simples e básico, relacionamento seja de que tipo for, funciona como uma dança, dança do (des)interesse e da (des)atenção. Você pode contá-la em passos dois pra cá, dois pra lá, avança, recua, rodopia mas existe um ritmo, um vai e vem, aquilo que chamamos de via de mão dupla. Conheço um monte de gente que acha que tem um relacionamento (já fiz isso também, quem nunca?), mas quando olhamos bem não passa de fantasia, e as mulheres geralmente são as maiores vítimas de si mesmas pois adoram fantasiar. No amor 2+2 não são 4, mas um pouquinho de pé no chão e praticidade é preciso para não cairmos no erro de que 20 + 1 significa um relacionamento.  

Calcule: aparecer e sumir não é ritmo, é ruptura, sinal claro de não envolvimento. Na dança do interesse e da procura não se engane quem quer vem quem não quer arruma uma desculpa.

Vocês ficam juntos há algum tempo e se veem com frequência mas se você não procura o outro procura você ou desaparece sem dar sinal de vida até o seu próximo contato? Se só vem quando você procura não é dança de intenção, é comodismo, manutenção de 'disponibilidades', sexo fácil.

Vocês acha que não é apenas sexo, será? Vocês saem juntos? Pense, seus convites são incluem lugares públicos e privados, os do outro(a) são sempre para ir em lugares privados? Repense os passinhos. 

Vocês sempre conversam você me dirá, se falam com tanta tanta frequência, tem certeza? Vamos lá, olhe seu whatsApp, seu face, suas mensagens e seu viber. Você escreve textos e mais textos no suposto bate-papo e ele(a) só responde com 'carinhas', risadinhas e meias palavras? Só se da ao trabalho de escrever mais de duas linhas quando quer lhe ver, e isso antes de lhe ver, depois ele volta para o básico e monossilábico estilo?

Os horários em que ele procura você são sempre os mais tardes e fim de festa? Ou ele chama você para participar da festa?E por ai vai...

São tantos e tão variados os sinais que podem nos poupar de investir energia em que não está afim, basta estar atenta e sensível e não se deixar cegar pela carência de nossas fantasias românticas, para que você não fantasie que tem uma relação com quem você não tem. Ficar entre adultos pode ser uma aventura honesta, lúdica e um ótimo exercício de liberdade, mas se você quiser mais que isso não disfarce intenções e se o outro disfarçar pule fora porque quem gosta vem, quem curte procura, quem está afim te chama, o contrário disso é coisa de adolescente, gente problemática que fica adiando desejo por medo de se envolver. Deixe os adolescentes para os adolescentes. Porque quando encontramos alguém realmente bacana a dança rola naturalmente afinal os adultos já descobriram que não tem tempo à perder ;)


Andréa Beheregaray.