domingo, 28 de abril de 2013

Tempo...



 Não vamos apressar o tempo, deixa ele resolver.
Não tenha medo do tempo, ele não apaga o que tiver que ser.
O tempo cura e esclarece, o tempo nos faz entender.
O tempo é senhor das verdades, e de tudo o que deseja com intensidade. Não tenha medo do silêncio que mora no tempo, ele não atenua o sons do que se viveu. Confia. O tempo é aliado dos amores verdadeiros.

Andréa Beheregaray.

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Fidelidade X lealdade.








Fidelidade X lealdade.

Lealdade, pra mim, é bem mais valioso do que fidelidade.
Existe muita gente fiel que não é leal e muita gente leal que não é fiel. Lealdade nasce da alma, do amor profundo; fidelidade nasce, muitas vezes de padrões sociais, de modelos inquestionáveis, do medo da perda, da posse, da insegurança. Lealdade não acaba nunca, já a fidelidade tem prazo de validade. Tem gente que é fiel só para colocar o outro na mesma posição/obrigação, barganha de exclusividade, abrem mão do seu desejo na tentativa de obrigar o outro a não viver o seu. Muita gente opta pela fidelidade por que se não o outro “também vai fazer”. Em casos assim a fidelidade é prazer perverso do tipo “se eu não posso brincar, você também não pode.” 


Casais fiéis não são necessariamente leais um ao outro, podem ser fiéis enquanto a relação durar sem que isso venha de dentro ou perdure na separação. Já casais leais, mesmo separados, seguem em nome da lealdade honrando e respeitando a história de amor que compartilharam. Muitas vezes a lealdade leva a uma fidelidade “natural”,a fidelidade do corpo, que acontece quando o nosso desejo é capturado pela admiração que o outro provoca, outras vezes não, e o desejo continua parcialmente solto e precisamos decidir o que vamos fazer com isso. 


A fidelidade dos corpos não tem nada a ver com a fidelidade da alma. Se eu tivesse que escolher entre um parceiro leal e um parceiro fiel, sem dúvida nenhuma escolheria um parceiro leal. Lealdade é algo raro como diamante em tempos de laços tão rasos e frágeis. Lealdade é certamente amor para uma vida inteira.

Andréa Beheregaray

quinta-feira, 25 de abril de 2013

De onde estiver Freud revira-se de rir! ;)


 Imagens obtidas pelo robô Curiosity, enviado a Marte pela Nasa, a agência espacial norte-americana, deixou os responsáveis pela missão um tanto envergonhados. A trilha feita pelo veículo - segundo os cientistas, de forma acidental - formou o desenho de um pênis na superfície do planeta vermelho.


quarta-feira, 24 de abril de 2013

Fiscais do amor.



Sobre o ciúmes.

Todo ciumento é surdo, cego, paranóico, um tanto psicótico e um consumista de mão cheia. Quem mais, além do ciúmes, encontra cabelo em ovo, transforma formiga em elefante e pingo d’água em tempestade? Quem além do ciúmes carrega essa vontade de possuir, de querer ter sempre mais o que nunca será seu, a liberdade e o livre arbítrio do outro? Quem além dele torna tudo na sua volta uma ameaça em potencial, nos coloca os óculos da desconfiança e distorce a vida? O ciúmes cega e deixa surdo os ouvidos que ficam impedidos de perceber uma grande verdade sobre os relacionamentos, a vida e o amor: as pessoas estão ao nosso lado por escolha e nada poderá lhes impedir de partir se assim o quiserem. Assim como nenhuma fiscalização irá impedir o outro de nos deixar ou trair. Elas o farão, caso escolham, queiramos ou não. O ciúmes, junto com o orgulho e a vaidade são venenos para o amor. Engana-se quem acredita que o ciúmes é natural e faz parte do amor. O ciúmes nasce ali onde o fantasma da rejeição faz sombra. O ciúmes é um sentimento dos infernos que acaba por devorar a mão daquele que o alimenta transformando miragem em certeza, ervilha em montanha, formiga em elefante.

Andréa Beheregaray.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Coldplay - The Scientist (Legendado)

 
Cem vezes eu choraria esta canção.
Eu acho lindo, lindo, lindo esse encontro nas cenas finais, 
lindo de doer!  

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Do que eu guardei pra você.








"Vou te dar um tempo pra pensar e deixar a porta aberta se você quiser voltar. 
Com alguma coragem, desatar os nós desse amor. 
Deixo o coração aceso e a cama feita caso pense em ficar. 
Guardo letras pra você aqui e se você quiser posso ser sua".


Andréa Beheregaray.