DISCUTINDO A RELAÇÃO in Vídeo!

Loading...

sábado, 30 de junho de 2012

Deleuze e o amor.




O verdadeiro charme das pessoas reside em quando elas perdem as estribeiras, quando não sabem muito bem em que ponto estão. Não são pessoas que desmoronam, pelo contrário, nunca desmoronam. Mas se não captar a pequena marca de loucura de alguém, não pode gostar desse alguém.Não pode gostar dele.É exatamente esse o lado que interessa. E todos nós somos meio dementes. Se não captar o ponto de demência da pessoa, eu temo que...aliás , fico feliz em constatar que on ponto de demência de alguém seja a fonte de seu charme.

Deleuze

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Paixão






“A paixão é um pânico das emoções, e como o pânico — que nisto se distingue do medo — estilhaça a inibição, desorienta o espírito, vira o indivíduo contra as suas próprias aquisições mentais superiores, e muitas vezes o conduz a fazer o que mal sabe que faz, ou que a própria paixão se fosse menor, como o pânico se não fosse mais que medo, o levaria ou aconselharia a não fazer."


Fernando Pessoa.

Ela.







Tão lúcida quando fala mas quando escreve fica tão sentimental.

Lygia Fagundes Telles

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Caminhos.





Bons ventos mostram a direção, enfim. E a vida segue seu curso apaziguada. Que os desenganos não destruam o que foi belo daquilo que já é lembrança, que o tempo cure as dores que deixaram marcas e  que o amor proteja os novos caminhos escolhidos.





Andréa Beheregaray 

quarta-feira, 27 de junho de 2012

A arte da sedução.








Dizias que eu te seduzia o tempo inteiro. Como naquele dia em que eu estava sem sutiã e abri a blusa no elevador para te mostrar a singularidade do corte daquela roupa frente-única. Adorava te seduzir, você estava certo. Eu que sempre fiz isso de forma inconsciente, quando se tratava de ti, me dedicava de corpo e alma a arte da sedução.




  Andréa Beheregaray    

Poesia.





A poesia é um jeito de estar na vida e de deixá-la mais bonita. Ela transforma o o objeto mais simples e a realidade mais árida em beleza. Você pode encontrá-la nas telas dos pintores, nas canções dos compositores, nos diários das meninas, nas panelas de quem cozinha com entusiasmo, na molecagem dos garotos, no abraço das senhoras ou na saudade dos amores. A poesia é uma forma de enxergar a vida, uma espécie de revelação. Um antídoto contra as dores do mundo. Nem todo poeta escreve, mas todo poeta pode ver. A poesia é um jeito de ser.


Andréa Beheregaray

Coragem




"Sua coragem é a de, não se conhecendo, no entanto prosseguir.
É fatal não se conhecer, e não se conhecer exige coragem."



Clarice Lispector em
As águas do mundo.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Não estranhe.





O caminho que eu escolhi é o do amor. Não importam as dores, as angústias, nem as decepções que eu vou ter que encarar. Escolhi ser verdadeira. No meu caminho, o abraço é apertado, o aperto de mão é sincero, por isso não estranhe a minha maneira de sorrir, de te desejar o bem. É só assim que eu enxergo a vida, e é só assim que eu acredito que valha a pena viver. 


Clarice Lispector

Pequenos leitores - imagens fantásticas.


Comentários anônimos.

Compiando do blog do Alexandre M.R.

Aviso: quem não tiver coragem de assinar os comentários aos posts, nem precisa mandar, pois não publico nada anônimo. 
Recomendo ligar para o Disk Denúncia...

Democracia pra quem tem rosto.

"A inveja é admiração ao contrário."

Diários Revelados.






Não sei nadar em águas rasas só sei viver na imensidão. É lá naquilo que é profundo que me encontro. Rir de tudo é desespero. Não vou sorrir pra você agora. A clareza se abateu sobre meu corpo. Lucidez organizadora que silencia o caos. Tempestades apaziguadas na velocidade de um segundo. Silêncio.

Nadar na superfície por medo da morte é morrer por excesso de ar.  A morte do que se espera é a única possibilidade de encontrar o que realmente se precisa. A morte de todas as ilusões nos coloca frente a frente com o essencial. A verdade se esconde atrás das expectativas, e as expectativas nada mais são do que subterfúgios ordinários do desejo para mascarar a realidade. 

O eterno fluir de dentro e fora estancado pelo reflexo paralisante do espelho. Você que teme a morte, saiba que ela nasce lá onde o desejo acha que tudo pode. O desejo não pode tudo por que viver é ter que escolher. Apenas quando encontrarmos o Não, podemos desfrutar dos prazeres do Sim. A fantasia do Tudo coloca a psique num estado de expansão perigosa pela perda do sentido. O gozo absoluto nos leva ao nada e o nada é a morte e o vazio.

Os deuses tocaram o alarme há mais de mil anos, você não estava lá para ouvir? Só eles podem segurar o vazio com as mãos. O Tudo que desejas pertence ao reino do impossível, lá onde os limites se diluem na imensidão e a vida perdem a forma. É lá que a morte nos aguarda, sorrindo.Ela sorrirá para todos nós.



Do livro (futuro),
Diários Revelados.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Dos caminhos.






"Fazia muito tempo que eu não tinha vontade de sorrir para nada nem para ninguém, então era extraordinário que ele conseguisse perturbar assim os cantos de meus lábios."

(Caio F. Abreu)

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Sobre gestos inesperados.







É tão delicado e tão surpreendente o afeto imprevisto, aquele que surge de onde você menos espera.
O impossível de esquecer não tem nada a ver com grandes gestos. Gestos simples e inesperados de carinho, atenção e calor tocam você e deixam marcas profundas. Aquele que o faz, muitas vezes, não tem noção da extensão da sua atitude e de como aqueceu seu coração e iluminou suas noites de escuridão. Não pedir e receber é sempre tão bonito.   







Andréa Beheregaray

A receita do sucesso.





A receita do sucesso é trabalhar naquilo que se gosta 
mantendo-se atento as oportunidades.







Andréa Beheregaray





Loucura.




Consumidos pelas chamas da loucura

insanos de toda ordem

dançam e cantam em volta das fogueiras do caos.







Andréa Beheregaray

terça-feira, 19 de junho de 2012

Sobre a dor e raiva.



Eu já fui bruta tentando me defender da vida, achando que esse era o melhor jeito de seguir em frente. Eu já fui tão bruta que acabei me despedaçando no caminho. Achando que me defendia, eu na verdade me machucava e machucava os outros também.  Quando doía por dentro eu era raiva por fora. 

Sentir dor faz parte, doer faz arte, doer faz até amor. A dor não é uma escolha, é uma condição do caminho, tudo o que vive dói. A única escolha é o que você vai fazer com a sua dor. Você pode  se acovardar, se vitimar, atacar os outros, se esconder, anestesiar sua dor, se defender dela. Você pode fechar os olhos e os ouvidos pra tudo o que acontece a sua volta e permanecer na dor ou você pode seguir em frente. A escolha é sempre nossa e conduz ao nosso destino. 

Como disse Adélia Prado "Dor não tem nada a ver com amargura". Amargura é o resultado da dor que não pode ser transformada. A dor pode se tornar o combustível das mais belas mudanças.

Por muito tempo confundi dor com raiva e raiva com força, mas percebi que raiva não tem nada a ver com força. Força é consistência, solidez. Força é aprender no silêncio o tempo das coisas. É apreender o silêncio das coisas perdidas no tempo. Força é não deixar a dor virar desamor por si mesmo. Força é isso que nos faz seguir em frente e nos mantém inteiros quando todo resto insiste em desmoronar. E isso não tem nada a ver com oferecer a outra face. Oferecer a outra face, muitas vezes, nada mais é do que dirigir a raiva para si mesmo. 
 
Eu não quero sentir mais raiva, eu quero sentir amor. Já gastei muitos anos da minha vida perdida em sentimentos tão devastadores. Não tenho medo de sentir dor, tenho medo de não sentir amor. Eu quero um amor feito de intensidades e delicadezas. Eu quero amar mesmo que doa e se doer eu quero ter a coragemde amar outra vez, e outra vez, e outra vez e outra vez mais.
 
 

Detalhes.





São os pequenos gestos que compõe uma vida, uma obra de arte ou um grande amor.
O simples e o cotidiano conduzem aos grandes feitos.
Nada nasce grande, torna-se.

A beleza da vida está no detalhe.  



Andréa Beheregaray



quinta-feira, 7 de junho de 2012

Diários revelados.




O vento e a chuva continuam a cair sobre mim, silêncio. O vento e a chuva, já não os posso sentir. Estou afundando dentro de mim, estou diminuindo e entrando cada vez mais fundo no que sou. Não escuto mais nada que se passa fora, não sinto mais aquilo que encontra os limites do meu corpo. Água, vento, lama, larvas, folhas secas, restos mortos. Tudo passa. Tudo passa por mim e escoa em outras direções.

Posso ouvir meu coração, batida oca, pesada e lenta. Meu sangue quente circula rápido e vermelho e escorre entre meus pés atingindo meus olhos que agora também estão vermelhos. Vermelho-sangue. Respirar é o último movimento de dentro pra fora, fio de ar que me mantém conectada com o que está lá e já não posso sentir. Respiro.



Andréa Beheregaray



Imagens que falam!

Assim começam os problemas em Porto Alegre.







Assim começam os problemas em Porto Alegre. Frio, carência, dia dos namorados chegando e o pessoal acaba se apegando no primeiro que vê na frente. Só depois, quando o inverno passa, percebem a enrascada em que se meteram.



terça-feira, 5 de junho de 2012

Os desajustados.




Os desajustados. Os rebeldes. Os criadores de caso. Os pinos redondos nos buracos quadrados. Aqueles que vêem as coisas de forma diferente. Eles não curtem regras. E não respeitam o status quo. Você pode citá-los, discordar deles, glorificá-los ou caluniá-los. Mas a única coisa que você não pode fazer é ignorá-los. Porque eles mudam as coisas. Empurram a raça humana para a frente. E, enquanto alguns os vêem como loucos, nós os vemos como geniais. Porque as pessoas loucas o bastante para acreditar que podem mudar o mundo, são as que o mudam. -



Jack kerouac


sexta-feira, 1 de junho de 2012

Não tem jeito menina...





Não tem jeito menina, a vida é assim mesmo, uma hora por cima, outra hora por baixo. Não adiante ficar ai parada, olhando pro nada. A hora é agora, toda hora é a hora de ser diferente, de ser melhor, maior, de ser feliz e mais bonita. Por que tudo isso ai que você procura tá dentro e não fora, ninguém vai poder te dar isso, ninguém vai ficar com pena de você. Pena é coisa que se tem de gente indefesa, de gente incapaz e capaz você é, sempre foi. Então agora te levanta, coloca um sorriso lindo na boca, ajusta a saia e sobe no salto por que a vida não espera e a luta é longa. Não tem jeito menina, não dá pra cair agora e se lamentar, tem tanta vida lá fora te esperando, tem tanto sonho pra embarcar. Não sai do trem, não treme, enxuga as lágrimas e segue em frente que a vida não te deu outra saída.




Andréa Beheregaray