Sobre o preço de ser quem se é.









Quanto mais nos aproximamos de nos tornamos aquilo que realmente somos, 
mais fortes serão as oposições externas, a pressão e as criticas.
Tornar-se quem se é exige a coragem de quebrar o pacto social e assumir nossas vontades e desejos. E isso é sempre ameaçador num mundo feito de covardia, acomodação e hipocrisia As pessoas não gostam de ter suas verdades perfeitas questionadas e a busca do autoconhecimento é a maior de todas as questões e a única capaz de transformar um homem e seu meio. Toda mudança, individual ou coletiva nasce de dentro para fora. 
O homem que se interroga é uma ameaça para aqueles que não querem mudar.






Andréa Beheregaray

   

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Árvores Floridas

Ser.

Amores mortos