O que é ser pai?










O que é ser pai? É ficar com os filhos nas horas vagas ou quando sobra tempo? É dar presentes para desculpar os erros, as faltas e a ausência? É saber o colégio do filho, mas não saber a série, nem se tem cadernos ou colegas ou necessidades? É pagar pensão com raiva da mãe (aquela vagabunda está gastando meu dinheiro na noite)? É descontar a raiva da perda do amor da mãe nos próprios filhos? Ser pai é brigar num processo longo e doloroso para provar que é realmente pobre? Ser pai é usar dinheiro para comprar a raiva dos filhos? Será que a paternidade, em tempos de separações tão frequentes, significa cumprir os horários das visitas determinadas por juízes e advogados? Ser pai é ser ex-marido do filho?

Amanhã será o dia dos pais.

Portanto, todos – os nunca casados, os ainda casados e os descasados, os felizes e os infelizes de toda ordem – terão mais uma oportunidade.

Ser pai é ser amigo do filho, como se é amigo do parceiro de futebol, do amigo de infância, do amigo do colégio ou da faculdade, do amigo do escritório, enfim, há homens que colecionam dezenas de amigos, mas não conseguem entender que o filho precisa sentir-se querido, que necessita das trocas, das conversas, poder ser parceiro na hora da angústia do pai e contar com o pai para as próprias dores. É necessário, indispensável, inadiável que um pai veja seu filho como o melhor de todos os amigos e que saiba ser amigo também.

Ser pai e ser lei. Amizade e companheirismo, não retiram do pai a necessidade de ser a dureza do não na hora certa. Pai amiguinho não. Pai amigo. Amigo que diga o que deve ser dito, que faça o que deve ser feito, que não acoberte e não seja passivo diante do erro. Pai que castiga como amigo, dizendo as coisas que devem ser ditas, sem machucar, sem mutilar, sem castigar. Pai que educa como quem aprende e que aprende enquanto educa.

Ser pai é ser exemplo. Amizade para acolher e firmeza para dizer o não do amor. Mas não basta. Um dos pecados mais graves que um pai pode cometer é viver em contradição. Pensar, falar e agir. Pais são seres constantemente observados por seus filhos. Portanto, saiba errar tanto quanto acertar, perder tanto quanto vencer, sonhar tanto quanto lutar, viver tanto quanto morrer. Filhos enxergam tudo. Não adianta tentar esconder, mentir, falsear, corromper, iludir. Seja verdadeiro com seu filho, custe o que custar.

Ser pai é ser humano. Se você é um crápula como pai, saiba que seu filho poderá ser um grande cara. Portanto, não pense que sua perversidade terá efeito automático na vida de seu filho. Não, ele pode salvar-se por suas próprias forças. Se você é um pai que ama seu filho, fique calmo, tudo tem solução nesta vida para quem faz as coisas com amor. Os filhos sentem tudo. Ele sentirá o seu amor, mesmo que você esteja fazendo tudo errado. Ame seu filho, sem condição, sem mas, sem preço, sem plano, sem procedimento. Ame com toda a força do seu coração, porque, assim, em todos os momentos, seu filho saberá que tem um amigo, que a lei existe para que ele tome boas decisões, que você o exemplo de pai que ele admira, que você é o pai-humano que ele um dia ficará honrado de poder ser!

Felicidades a todos!
 

Jader Marques.
JM

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Árvores Floridas

Ser.

É a vida!