DISCUTINDO A RELAÇÃO in Vídeo!

Loading...

domingo, 15 de janeiro de 2012

Coisas que só as Balzaquianas sabem sobre o amor.



Das coisas da maturidade e do que pensei sobre relacionamentos.
A primeira é que maturidade e autoestima fazem com que você goste muito da sua companhia e quando você gosta muito de estar consigo mesma, você só vai trocar isso por outra companhia tão prazerosa quanto. Se não, melhor nem sair de casa.

A segunda é que, com o tempo e a experiência, a probabilidade é de termos tido a sorte de um amor bacana. Desses que a gente faz questão de guardar na memória e não deletar as fotos da história.

Acontece que, depois de ter vivido uma grande história de amor, aumentamos e muito nosso nível de exigência.
 É como o seu nível de tolerância ao álcool, quanto mais você bebe mais vai precisar na próxima vez para sentir algum efeito.
     
Experimenta do bom e do melhor e vamos ver se depois você se contenta com qualquer coisa...impossível! Descobertas que chegam com o tempo.

Pra fechar, resumo-poesia... 



Vertigem

Por que o amor vícia
e depois de muito
pouco não serve

é preciso sempre mais
para causar efeito e sentido
Como num vício
-
Só se contenta com pouco
quem pouco viveu
e pouco sentiu

Por que o amor é vertigem.





Andréa Beheregaray




2 comentários:

  1. Boa semana querida...aqui sempre inspirador para mim..super beijo.

    ResponderExcluir