CRÔNICA VIRTUAL - TEXTO!



Pra quem pediu o texto completo da crônica...



AMAR É FLERTAR COM A MORTE.

Cuidado com o que você deseja por que desejos podem se realizar, e nem tudo o que se deseja, se sustenta.
Sexta à noite conversava com uma amiga sobre isso, uma amiga que sempre disse desejar um cara legal, alguém para viver um grande amor. O cara apareceu, e agora?
O grande amor talvez seja o sonho mais desejado entre as mulheres, 11 entre 10 mulheres desejam viver uma história assim. Desejam tanto que muitas vezes, o homem, ou mulher o outro personagem dessa história, é o que menos importa. Temos um sonho e um plano para realizá-lo e, até estarmos mais maduras e conscientes, buscamos alguém que se encaixe nessa ideia.
Discordo do Lord Byron quando afirma que "na sua primeira paixão, a mulher ama o seu amante; em todas as outras, do que ela gosta é do amor." Nós mulheres primeiro amamos o amor depois o amante, só com o tempo e a experiência invertemos essa lógica. A maioria das mulheres, burras ou inteligentes, não importa, ama o amor - aliás, se existe um campo da vida em que a inteligência não faz a mínima diferença é no amor.
Mas voltando ao Lorde que, não era burro, mas que era homem, e por isso não sabe como nós mulheres somos apegadas a idéia de amor romântico e sofremos muito para abrir mão dessa fantasia.
Mulher se apega fácil. Tudo que é bom, que cheira a amor, carinho e atenção, que tenha disso uma leve aparência, nós nos apegamos. E depois para desapegar é um sofrimento.
Muitos homens acham que sofremos por eles, quando o relacionamento termina - o que talvez o ego masculino não os deixe perceber é que sofremos mais pela fantasia amorosa que vemos morrer do que pelo homem que se vai. É como se disséssemos "áh, mais uma vez perdi a chance de viver um grande amor". Por isso, não raras vezes olhamos para trás e descobrimos que o cara nem era tudo isso. Nem era mesmo por que "tudo isso" é o nome da fantasia romântica que o outro carregava.
Nós mulheres temos esse dom, de obrigar os homens a desempenhar papéis. Acho injusto com o parceiro. Fazer alguém carregar um sonho tão pesado, esse da fantasia romântica. A idéia de que sou a alma gêmea de alguém, de que alguém me completa, nos torna responsável pela felicidade do outro e isso acaba gerando infelicidade.
É muito peso e tudo o que é pesado gera culpa e como diz a canção, "meia culpa cada um que vá cuidar do seu", felicidade também.
Alma gêmea não se separa e não ter a liberdade de se separar é claustrofóbico. E se no meio do caminho você se convencer que aquele que está ao seu lado não é sua alma gêmea mas o outro não se convencer da mesma coisa? Culpa enorme! Como ir embora? O outro achando que você é a alma gêmea , sua partida vai representar a morte.
O negócio então é ter alma trigêmea, quadrigêmea... Assim passamos a olhar para os finais de forma mais serena e não como o fim do mundo.
Mas nem pense que por tudo isso eu não acredito no grande amor, acredito sim! Mas ele passa bem longe de fantasias de salvação e do amor romântico. O grande amor pra mim vive em liberdade - que nada tem a ver com promiscuidade e sim liberdade de pensamento, de ir e vir, de alma inteira e não metade. Minha alma é inteira, por isso posso ser livre. Não levo a metade da alma de ninguém de arrasto e nem estou em busca do pedaço perdido. Liberdade é responsabilidade pelas suas emoções.
O grande amor é feito de encontros especiais e raros, de mágicas afinidades, de sensação de paz encontrada no corpo do outro. Da uma comunicação profunda e silenciosa que só temos com determinadas pessoas. Quando dois universos se encontram, quando tudo o que é valioso, profundo é tocado por tudo o que é valioso e profundo do outro, e que só o outro consegue tocar. Uma sensação que não conhece o tempo, é como se já conhecêssemos o outro, por que o outro também faz parte de mim, esta em mim.
O grande amor sempre esteve,mesmo antes de chegar materializado no corpo do ser amado. O grande amor está dentro da gente, de dentro pra fora. O ser amado é a materialização de nossa intensidade, o grande amor é intensidade e é lindo. E quanto mais intensos somos, maior o mergulho e o amor que sentimos.
Viver um grande amor é assustador. Nenhum outro sentimento amedronta tanto quanto o amor. Todo mundo deseja isso, mas pouquíssimos sustentam viver uma história assim. Amar nos coloca numa posição de grande vulnerabilidade e fragilidade e por isso o amor é tão assustador. Se sentir desprotegido é uma sensação de morte. Amar é flertar com a morte, pois se tudo acabar é isso que vamos sentir, como se tivéssemos morrido.
O grande amor é assustador e exige enorme coragem.
Eu espero, de coração, que minha amiga vença seus temores e seus fantasmas e consiga viver esta história. Tenho certeza que será transformadora, mesmo que um dia morra, mesmo que seja breve. Ninguém permanece o mesmo depois de viver um grande amor.
Nada mais será igual e se acabar, acabou, por que sua alma é quadrigêmea e outros grandes e diferentes amores virão. Basta manter a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranquilo.Desejo sorte e coragem para todos nós!
Por que coragem não significa ausência de medo, mas sim enfrentar a vida, apesar do medo.

Comentários

  1. A moça do vestido azul que sorri com olhos
    é feita de amor da cabeça aos pés .A.C

    ResponderExcluir
  2. Tens a Ana na ponta da língua...

    Quem sabe um dia dou sorte e conheço Ana?

    Quem sabe a sorte seja dela, de olhar nos olhos da moça de vestido azul!

    Hahahaha, quem sabe?

    ResponderExcluir
  3. Ana é uma mulher ser humano sensacional e ainda canta :)
    É engraçado ,mas os teus posts lembram canções da Ana...
    hahaha quem sabe ?
    Que seja Sorte, Beheregaray !

    ResponderExcluir
  4. Amiga, ficou perfeito! Corajosa, criativa, como uma artista deve ser! Beijo grande!

    ResponderExcluir
  5. Obrigada Lú querida!!
    Logo chego na sua terra!

    Fernandes,

    eu sempre escutei muito a Ana, acho mesmo que é a cantora que mais escuto e isso, de certa forma, deve passar para o texto. Fora que sempre me identifiquei com o jeito dela, essa forma direta e ao mesmo tempo delicada de lidar com a vida.

    Mas agora coloquei os Cds dela de castigo, hahhaa

    E vc tb é fã, pelo visto, conhece todas as letras. Mais chances tem vc de cruzar com ela ai no RJ :D Se a sorte for sua, diz que lhe mandei um beijo e que se ela quiser, lhe ajudo a resolver seu dilema de 2012!!

    Hahhahhahaa

    ResponderExcluir
  6. Sorte tem a Ana ,rs
    Permite ? Pqpariu !! (bem alto)
    hahaha

    Taí gosto da Ana,mas não conheço tdas as letras...

    Beijos ,Beheregaray

    ResponderExcluir
  7. Tive q trocar de navegador para voltar a comentar. O antigo calapsou. Enfim, com atraso digo que adorei o seu videopost. Tem mais?
    Um beijo do observador, pimentinha.

    ResponderExcluir
  8. Vocês mulheres podem amar primeiro o "Amor", mas eu amo primeiro é os Seios, sem sombra de duvidas. Lindos!!

    Vlw!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

É a vida!

Ser.

Árvores Floridas