QUANDO SETEMBRO VIER













"De tão azul, o céu parecerá pintado. E nós embarcaremos logo rumo à ilhas Cíclades.Houvesse cortinas no quarto, elas tremulariam com a brisa entrando pelas janelas abertas, de manhã bem cedo. Acordei sem a menor dificuldade, espiei a rua em silêncio, muito limpa, as azaléias vermelhas e brancas todas floridas. Parecia que alguém tinha recém pintado o céu, de tão azul. Respirei fundo. O ar puro da cidade lavava meus pulmões por dentro. Setembro estava chegando enfim"





Caio Fernando Abreu.
O Estado de S. Paulo, 27/8/1986 - In Pequenas Epifanias




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Árvores Floridas

Ser.

Amores mortos