Poesia!





Refugiei-me na poesia com ferocidade de tímido



Pablo Neruda.



Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Árvores Floridas

Ser.

Amores mortos