O retorno de Marina.



"As vezes eu quero chorar
mas o dia nasce
e eu esqueço
meus olhos se escondem
onde explodem paixões
e tudo que eu posso 
te dar
é solidão com vista pro mar
ou outra coisa pra lembrar


eu não sei dançar tão devagar pra te acompanhar."



Marina Lima.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

É a vida!

Ser.

Amores mortos