quinta-feira, 2 de junho de 2011

Sobre o prazer feminino.




Para igreja o prazer feminino sempre foi uma blasfêmia.



                                                                                     


                                                                                                     O pecado de gozar.



Uma mentira mil vezes repetida através dos tempos se torna uma verdade inquestionável.

Para algumas de nós a culpa é lei. Outras conseguem se libertar desta mentiras perversa.    
      Silencioso instrumento de controle e submissão, marca invisível e poderosa. 

Um pequeno grupo de mulheres nasce livre.

Mulheres estranhas, por que raras, fascinantes por que poucas.

Tem a alma estranhamente livre e vivem seu desejo sem culpa, sem medo da punição de Deus, ou da mais cruel de todas, a punição dos homens. 

Para estás mulheres que não compartilham do puritanismo de regra - que faz da terra o próprio inferno e da vida um teatro tragicômico. 

Para estas mulheres
o desejo feminino é sagrado
e o prazer divino.

4 comentários:

  1. Gozado, eu já fiz muita mulher livre se sentir culpada. Por que sera?

    ResponderExcluir
  2. Por que elas fazem parte daquele outro grupo, as que se desejam livres (por que é moda e impressiona).

    Foste enganado por uma falsa liberta - do mesmo grupo das falsas magras.

    ResponderExcluir
  3. Éh..., que todas, todas, as mulheres se libertarem – das mais variadas formas de controle, de submissão... – e possam livremente vivenciar, curtir seus desejos, prazeres...
    Aliás, por desejar essa liberdade das mulheres, vou partilhar uma dica de algo que li, sobre um movimento (atual) a favor da liberdade das mulheres, que penso ser interessante a todas - feministas ou não (e também, claro, aos homens). É: SlutWalk / Marcha das Vagabundas.
    Apesar do título pejorativo - a passeata é séria e carrega um propósito maior: a luta contra o machismo (uma das correntes que prendem e violam muitas mulheres). Ahãn! Pelo que li, a primeira SlutWalk aconteceu no início de maio no Canadá, e se espalhou pelo mundo. Com as mulheres dando seus gritos contra a cultura machista. No Brasil, a passeata acontece lá em Sampa, no sábado/4, e em BH, no dia 18/jun.
    Bueno, fica a dica. Pra ler mais:
    Sem fronteiras < http://maierovitch.blog.terra.com.br/2011/06/02/marcha-das-vadias-tambem-em-amsterdam-e-londres-no-dia-4-proximo/ > E
    Revista TPM < http://revistatpm.uol.com.br/notas/marcha-das-vadias.html >

    É isso, value! Gilnei

    ResponderExcluir
  4. Uau... sob indicaç]ao de uma amiga estou aqui. Às sinto algo dentro de mim falando mais alto, algo que não sei como definir, quer me libertar... acho que, {as vezes reprimo. Mas sei que um dia isso tudo ir[a explodir e eu n]ao impedirei mais. Pois tb quero liberdade desses desejos que aos olhos dos outros s]ao libertinagens que n[os mulheres n]ao devemos ter.

    =D muito adorável o seu blog...

    ResponderExcluir