A casa do Caio Fernando Abreu.



Uma pessoa e seu desejo é alguém desejante. Várias pessoas com o mesmo desejo, vira movimento. O desejo inicial era preservar a casa do Caio Fernando Abreu que corria o risco de ser vendida e destruída para dar lugar aos novos prédios que modificam a paisagem do antigo bairro Menino Deus. A casa foi vendida, o movimento se desfez mas o amor pelo Caio e seu trabalho permanece.

Como vizinha do Caio, vez ou outra passava lá na casa para ver o andamento da obra. Como muitos já sabem a casa foi vendida para uma família. Olhando a casa tive uma ideia, guardei. Um dia estava almoçando no Ocidente e uma pessoa se aproxima e pergunta: tu não é a menina do Caio?   


Era o Marcelo Oliveira da Silva, coordenador de comunicação da Secretária de Cultura de Poa. Ele queria saber em que pé andava o movimento. Informei que o movimento não estava mais em movimento, rsrs mas que eu tinha uma ideia, colocar uma placa na casa do Caio F., uma singela homenagem da cidade, algo que pudesse materializar o escritor.

Ele topou na hora a ideia e correu atrás para viabiliza-la. Faltava, claro, o ok dos proprietários  Adriano e Fabiane que, para minha alegria, ficaram super orgulhosos e autorizaram a homenagem! A reforma da casa está quase pronta, realizada com o carinho de quem sabe reconhecer o valor arquitetônico e cultural de um imóvel.

Assim, vai chegando ao fim a saga do resgate da casa do Escritor, Mágico e poeta (com letra maiúscula) Caio Fernando Abreu.

A boa notícia é que faremos um concurso virtual para escolhermos uma frase que será colocada na placa.

Assim que tudo estiver definido aviso por aqui.

Então é isso, um brinde ao Caio!


 P:S - a menina do Caio é ótimo Marcelo, nem o pós nem o mestrado me pareceram títulos tão bonitos quanto este. 

Comentários

  1. Andréa!!! Parabéns querida. Fico muito contente com a notícia. Bem como dissestes: "Várias pessoas com o mesmo desejo, vira movimento"; e foi por esse caminho que conseguistes essa conquista, mérito teu é claro, sempre ali... junto, sendo porta-voz dos admiradores de Caio, da sua história, seus escritos, sua docilidade.

    Penso que, a grande questão vai ser escolher uma das tantas e belíssimas frases para ilustrar a placa!

    Já vou pensar na minha desde já.
    'E que seja doce', ele me responde.

    Beijos flor.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

É a vida!

Ser.

Amores mortos