AA - APAIXONADOS ANÔNIMOS

*



Assim como os AA - alcoólicos anônimos, NA - narcóticos anônimos existe também os Apaixonados anônimos, grupo de pessoas apaixonadas que não pode revelar (ainda) sua paixão. Essa nova categoria de adictos anônimos, que tem sua ansiedade incrementada pelos novos avanços tecnológicos, lidam em grupo com uma questão antiga e suas novas formas de manifestação.  

A antiga questão em pauta, comum a todos os mortais, é a paixão e seus desdobramentos, que por si só já rende muitas lágrimas mundo a fora. O AA no entanto lida com um tipo específico de apaixonado, os recentemente apaixonados. Na categoria "recente" está toda paixão de até dos 2 anos de duração, ainda não revelada. Aquele grupo que está nos estágios preliminares de um relacionamento amoroso, naquele nheconheco dramático do "ligo-não ligo". Em português mais claro é a paixão na fase do jogo - a fase mais pesada do jogo amoroso, jogo mesmo, recheado de estratégias, "fazimentos" e todos os entos possíveis - tormento, sofrimento, apaixonamento, enloquecimento e macumba que não termina com ento mas é necessária como mandinga de apaziguamento da angustia que preenche a espera amorosa. 

Muito comum no AA - apaixonados anônimos, são aqueles que conheceram uma pessoa legal, saíram com ela - a pessoa - umas três, quatro vezes e que estão 'ficando" mas não tem nada oficial. É a fase do "ficando" - ficando desesperadas. 

Escrevo desesperadas- por que esse grupo é composto de basicamente mulheres na faixa dos 30 anos. Aquele grupo que ADORA se relacionar. Sim, por que digo e repito, balzaquianas adoram um romance, não vivem sem, real ou não, as balzaquianas foram feitas para o amor, sem dúvida nenhuma. As que antecedem as balzacas ainda estão batalhando faculdade, trabalho, sonhando com a independência, com príncipes encantados e com uma barriga sarada e bumbum durinho e que juram de pés juntos que a celulite pode ser eliminada com um bom tratamento. Gostam do amor e de relacionamentos, claro, mas estão muito mais centradas em si mesmas e com a cabeça cheia de fantasias.

A turma dos 40 já está mais desencantada, teve uma relação séria, ao menos, e por isso deixou de acreditar na existência de príncipes. Está na fase de reavaliar a relação e é por este período, entre 40-50 que começam a se separar, chutar o pau da barraca e o sujeitinho rabugento que se tornou seu marido. Dividem-se entre aquelas que desencanaram e estão curtindo a independência e a boa fase no emprego, que já não esperam um grande relacionamento amoroso que lhes preencha a vida, mas antes, um companheiro para curtir viagens e jantares, uma parceria mais pé no chão, e aquelas que desencantaram em função de suas altas expectativas amorosas e agora só querem saber de trabalhar e tomam remédios para depressão como se fosse petisco. É um grupo de risco, nem todas suportam encarar a realidade de que príncipes não existem e que para celulite não existe tratamento.

Mas voltando as mulheres do grupo, as que estão ficando e estão apaixonadas. A questão central é que na fase inicial de um relacionamento não é possível ser explicita em relação aos seus sentimentos. É preciso fazer jogo duro. Não que as mulheres gostem de fazer jogo duro, mas por que os homens gostam de jogo duro. Nada apavora mais os homens do que declarações precoces, súbitas e repentinas de afeto. Eles ficam em pânico, podem até estar gostando da pessoa, mas isso lhes soa como uma declaração de guerra em que ele corre o risco de ser capturado, assim como sua valiosa liberdade. Homem gosta de acreditar que não está gostando da mulher até o último minuto. Não pode se sentir sem escolha, ele precisa acreditar que a escolha foi dele (apesar de nunca ser). É o velho instinto masculino animal, não suporta se sentir presa, se enchem de orgulho e virilidade por se sentirem predadores. Sim, sei o que estão pensando meninas, os homens são realmente muitoooo cansativos, tudo culpa da mãe deles.
  
No grupo essas questões dolorosas são trabalhadas, como não se lançar nos braços do amado declarando sua paixão? Como suportar a espera das ligações, das mensagens, dos convites para sair? Tudo cronometrado. Mandou mensagem, quanto tempo ele demora para responder? Chorosas elas respondem sem hesitar 1h, 12 minutos e 17 segundos. Ligou e ele não retornou? Liga outra vez ou espera? Espera quanto tempo? E o que se faz enquanto se aguarda? Roe as unhas? Arranca os cabelos? Afinal você está apaixonada, anonimamente é verdade, ele não pode saber, você não pode dar mole parecendo uma mulher fácil ou desesperada. O grupo vai lhe ajudar a segurar a onda! Mandou email, ele demorou para responder? Demore o mesmo tanto. Entrou no msn? Msn é um Deus nos acuda na vida do AA, ele entrou e você off, você depois de horas de desespero e reflexão sobre "entro-não entro" finalmente entra, e ele? Se falar de cara com você, fantástico, se demorar, nada bom, agora se você entrar e ele não falar com você é a morte!

Por que a modernidade faz isso com os apaixonados, entrar na sala de bate papo e seu amor não falar com você é a mesma coisa que estar em uma festa e ele entrar e ignorar sua presença. Por que antigamente os apaixonados tinham que dar conta de sua paixão de outra forma, o celular era coisa rara, telefone em casa não era para todo mundo, ou você ia até seu pretendente ou você não tinha como saber dele.Era mais olho no olho. Hoje em dia não, o sujeito pode não dar notícias por mais de uma semana, mas as gurias do AA podem rastrear os passos do objeto de amor quase de hora em hora. Pelas redes socias, páginas pessoais e outros meios virtuais, sabem tudo do outro. Com quem ele sai, onde vai, que horas está on-line, o que anda pensando, lendo, fazendo e (credo) quem anda dando em cima dele e em quem ele anda interessado! Quem é aquela fulana na página dele se fresquiando???  Pergunta frequente das moçoilas do grupo.

E quando se encontrarem na próxima vez e ele lhe contar tudo aquilo que você já sabe - por que acompanha a vida dele como uma devota- você terá que fazer cara de novidade e não vai poder cobrar nada sobre as amiguinhas dele. Não é fácil! 

Bom, ai, diante de tanto sofrimento, o melhor é entrar para o grupo do Apaixonados Anônimos, até conseguir fisgar seu peixão e enfim poder declarar todo seu amor. 



P:s - foto tirada no grupo, as revistas são para preservar a privacidade das gurias.   

Comentários

  1. Acredite em você mesmo!

    pois é só você que pode se auto julgar. ouse, arrisque e nunca se arrependa. nao desista jamais e saiba valorizar quem te ama, esse sim merece seu respeito. quantoo ao reestoo ???
    Booom , ninguem nuunca precisou de resto pra ser feeliz .

    Tenha uma linda noite,bjos de uma amiga!

    ResponderExcluir
  2. Andréa amiga!!!
    aond são as reuniões?
    kkk
    bjs

    ResponderExcluir
  3. "É preciso fazer jogo duro. Não que as mulheres gostem de fazer jogo duro, mas por que os homens gostam de jogo duro."
    hahahahahaha
    Tu és terrível!
    Beijos, querida!

    ResponderExcluir
  4. Também quero participar das reuniões... haaha
    Ri muito, me identifiquei e me encantei mais uma vez com teus escritos...

    Perfeito como sempre!

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  5. " É a fase do "ficando" - ficando desesperadas." hahahaaha como que você entende as mulheres e os homens heeein huahuahu até me assusta :x hahahahaah

    ResponderExcluir
  6. Muito, muito bom, Andréa!!! descreveste literalmente as angústias das moçoilas. Mas vou te confessar um segredo, não conta pra ninguém: do alto dos meus 4.4 e com um bom trecho de viagens pela vida, os homens (em regra) são iguais em todas as faixas etárias rsrsrs, (pois sabes que aos quarenta nosso nicho de mercado vai dos 20 aos... infinito, não é? rsrsr).

    Mas brincadeira à parte, sigo acreditando em uma 'verdade', quando o 'cara' quer, não tem pra ninguém, angústia, dúvidas, esperas, online offline... não 'dá vacilo', a criatura diz a que veio, marca território, acopla uma asa em nossas costas, e nos dá a mão, em convite ao voo da paixão... Tenho visto!

    Amei teu post!! E vou linkar lá no meu, pois complementares, 'Das observaçoes do universo femino: Tese das elucubrações', afinal mulher adora uma viagem.

    beijo, querida.

    ResponderExcluir
  7. O que houve? Após problemas técnicos do blogger sumiram os últimos comentários, como o comentário da Maria assim como o da Bianka!
    O da Maria, que era ótimo, não consegui recuperar da caixa de email :(


    Bianka deixou um novo comentário sobre a sua postagem "AA - Apaixonados anônimos.":

    " É a fase do "ficando" - ficando desesperadas." hahahaaha como que você entende as mulheres e os homens heeein huahuahu até me assusta :x hahahahaah "

    Postado por Bianka no blog TPM em 11 de maio de 2011 16:39

    ResponderExcluir
  8. Minha namorada terminou nosso relacionamento, estou sofrendo muito. Não consigo viver sem ela. Aceita homens no AA?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

É a vida!

Ser.

Árvores Floridas