Cartas para Luis.



Cartas para Luis - pequeno espaço em homenagem a este amigo de alma iluminada e um imenso coração - Luis Alberto Warat.

Aqui nossa correspondência pública de um encontro breve e intenso. Cheguei em sua vida um pouco antes de sua partida, considero isso um privilégio. Luis não era apenas um intelectual genial, Luis era congruente com o que escrevia. Congruência entre aquilo que você escreve e aquilo que você é, é algo raro. Mas Luis era raro e por isso, quando o conheci, fiquei feliz em perceber isso.

Era gentil e, principalmente, afetuoso com aqueles que lhe cercavam. Mas não confunda isso com a docilidade dos covardes que usam a gentileza como forma de evitar conflitos, ou com a hipocrisia, regra no ambiente jurídico. Luis tinha opiniões fortes, sabia quem era e sentia profudamente as idéias que defendia.


Luis é aquilo que diz, e isso, sem dúvida é seu maior valor.

Ele me ensinou muitas coisas sobre o amor. De forma sutil iluminou recantos escuros da minha alma. Foi Luis quem me mostrou que eu podia escrever. Uma noite no seu Cabaret Castelhano ele me apresentou assim aos amigos "Andréa é uma poeta, escreve as mais belas poesias eróticas que já vi uma mulher escrever". Posso ouvi-lo falar, com seu sotaque, agora mesmo. Não esqueço, meu espanto. Nunca havia me pensando assim, poeta.

Luis é isso, toca em você sempre o mais bonito.

Apesar da correspondência aqui estar datada, quero dizer que toda palavra de amor é atemporal. Uma vez dita, fica repercutindo na eternidade. Porque o amor é assim, sem forma, tempo ou espaço é a maior e mais poderosa experiência humana.Luis, um beijo bonito para você também.



Obs:As cartas ainda estão sendo editadas para postagem completa.


Você pode encontra-las nas novas "abas", acima do novo layout.


Comentários

  1. Andréa,

    adoro os seus textos, mas essa carta, sem dúvidas,foi um dos que mais me emocionou até hoje. Não cheguei a conhecê-lo pessoalmente, mas no meu pensamento, a gente se conheceu de forma muito mais profunda: na alma.

    Beijos, até!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Árvores Floridas

Ser.

Amores mortos