Das coisas mágicas - Luis.


Daquilo que se diz, três coisas para se fazer antes de morrer:
plantar uma árvore;
ter um filho;
e escrever um livro
sempre ouvi, e, obviamente compreendi, mas faz pouco tempo que senti.

Uma questão de sentido.
Sentido é quando você sente aquilo que a razão já compreendeu. Você pode passar anos tendo entendido uma questão, e um dia, por algum motivo então você SENTE aquilo, dentro de você. E quando isso acontece, passa a fazer sentido. E então não mais se esquece aquilo que já se sabia.
É quando os fios do coração se conectam aos fios da razão. Tudo então passa a ter sentido.

Quando Luis partiu foi assim, esse ditado, das três coisas para se fazer antes de morrer, fez sentido.

Fui até a prateleira de livros e escolhi um livro de Luis.
Luis estava ali, não partiu, eu senti.
Não partirá nunca enquanto alguém, em algum lugar, abrir um livro seu. Ele permanerá vivo. Os livros nos mantêm vivos.

Ele estava lá, falando comigo através daquele livro. Em cada frase, em cada palavra ele estava lá.

Começamos a conversar, trocar idéias. Todas aquelas frases carregadas de sotaque. Inconfundível o som da sua voz, sua risada e a forma como fazia perguntas diretas, à queima roupa.

Luis está vivo em cada página. Você pode ouvir a vibração de sua palavras, elas são carregadas de vida.
Para matar as saudades, basta abrir seu livro. Sento-me com ele para um café e um bom papo.

Os livros são mágicos, eu descobri isso muito cedo.
Os livros são mágicos e o Luis também.

Comentários

  1. Eu amo os livros. Eu amo seu espaço. *-*

    ResponderExcluir
  2. Andrea que lindas palabras,cuanta emoción transmitís y cuanto orgullo siento cada vez que leo cómo él dejó su huella en cada uno de los que los conocieron personalmente o a través de alguno de sus libros.
    Haciendo referencia a las tres cosas que hay que hacer antes de morir,él superó las expectativas,escribió 40 libros,tuvo 3 hijas,2 nietos y en algún lugar de israel se está plantando un árbol en su nombre(tradición).Muchos besos,Vale

    ResponderExcluir
  3. Voltarei outras vezes! Feliz 2011!

    Bjs
    Isaias

    ResponderExcluir
  4. oi...que bom poder tc cm vc e dizer que admiro muitooooo seu trabalho, seu modo de escrever é tão lindamente particular...
    Tenho um blog também CRÔNICAS DE ANJOS, lá escrevo um pouco do muito que sinto e vivo...
    Ahhhh gostaria de saber como faço pra adquirir seu livro.
    Grata, Kamylla.

    ResponderExcluir
  5. Valeria querida, teu pai tocou meu coração de uma maneira simples e delicada. Era uma pessoa que praticava aquilo que escrevia, e isso para mim é muito importante. Foi uma honra tê-lo conhecido. É justo que plantem uma árvore para ele, é justo.
    Um beijo grande para você também!

    ResponderExcluir
  6. "Luis está vivo em cada página. Você pode ouvir a vibração de sua palavras, elas são carregadas de vida.
    Para matar as saudades, basta abrir seu livro. Sento-me com ele para um café e um bom papo."[2]


    Lindo...

    Andréa,

    Quanto o blog,

    Envio um convite pro teu e-mail pra ser autora do blog, ai terá autonomia pra postar.


    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Me identifiquei demais com o teu jeito de escrever. Não sei se tem a ver com o fato de termos nascido no mesmo dia, não sei mesmo.

    Só sei que precisamos aprender a sentir as coisas que falamos. Acredito profundamente nisso!! Somos fala, alma, matéria e profusão!!!
    E de resto, só nos resta a experimentação!!

    Beijos!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

É a vida!

Ser.

Árvores Floridas