Silêncio.



Ninguém é capaz de compreender um dragão. Eles jamais revelam o que sentem. (…) já que o dia e a noite deles acontecem para dentro.





Caio F. Abreu in “Os Dragões não Conhecem o paraíso”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

É a vida!

Ser.

Amores mortos