quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Muito.


Para falar a verdade, nunca estive tão bem.

Por quê?

Não quero saber por quê.

Nenhum comentário:

Postar um comentário