Minha querida.


Minha querida,


Sua partida me provoca uma emoção que não sei explicar. Entendo sua escolha, despedidas sempre são dolorosas. De alguma forma sempre são definitivas. Nunca sabemos se teremos oportunidade de estar novamente ao lado daqueles que nos tocam.

Sinto sua tristeza, que também é minha. Todos os dias que imaginei você partindo, fui invadida por ela. Como naquele dia no hotel, lembra? Em que espontâneamente você se emocionou com a tristeza da outra. É engraçado como invadimos o campo magnético de algumas pessoas e podemos senti-las. Identificação, eu sei, você sabe. Algo compartilhado por duas pessoas que se refletem. Que se querem bem.

Nosso encontro me mostra que, como eu já imaginava, minha vida tem acontecido cada vez mais para dentro. Vivo dentro, observando de um lugar muito distante tudo que na vida rola. E apesar do aparente burburinho, da suposta extroversão, minha vida acontece no silêncio do que sou.

Tem tão pouca gente aqui ao meu lado. Minha sensibilidade e tantos cacos pelo chão, minha alegria e meu viver. Deixei de contar a vida pelo que circula fora. Meu tempo é outro. Não conto meus encontros pelos dias vividos, pelas horas passadas. Eu já nem sei que horas são! Você me mostrou isso, tão logo nos encontramos, você já foi parar lá dentro. É tão antigo. Você já estava lá, mesmo antes de chegar.

Eu poderia lamentar o pouco tempo e sua partida, mas prefiro pensar que tivemos sorte, que a partida poderia ter chegado antes do encontro.


Penso em você, que meu afeto te faça companhia na distância.

Sinto sua falta.

Comentários

  1. Oi flor,
    Tem selinho pra você lá no
    Meu cantinho!
    Ficarei feliz se aceitar o presentinho
    Ele está na postagem é só participar!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Andréa querida! Tem selinhos pra ti no meu blog.

    Espero que goste.

    Beijos flor : )

    ResponderExcluir
  3. Tão bom ter este encontro aqui com vc!

    Beijos madruguenhos!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Árvores Floridas

Ser.

É a vida!