Tissage illusions...


"Não é justo, nem certo, eu sei. Só estava tentando sobreviver do meu jeito.
Do único jeito que sei, de faz de conta.E meu faz de conta, conta muito, conta pontos.
Um jeito de tecer a vida em linho puro, pelo lado de dentro, lado de sempre.
Tecelã, tecelinha, miudinho. Fio de afeto, pontos de dor e solidão.
Tecendo mentiras para sobreviver.
Meu jeito torto de ser."

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

É a vida!

Ser.

Árvores Floridas