Sem celular, nem tchun.

Perdi meu celular. Perdi toda minha agenda de contatos.
Quem me conhece sabe que eu e ele não nos damos bem.





Digo, ele meu telefone celular. É verdade.
O Moysés sugeriu que eu tratasse em terapia minha dificuldade com ele, o celular.
Bom, tratei e agora já sei por que, nos últimos 2 meses venho tendo problemas com ele.
Ou ele comigo, vai saber.
Primeiro estragou o meu lindo telefone rosa-bebe.
Peguei o da Victória, estragou também.
Peguei o do Leonardo, estragou.
Novamente peguei do da Vivi, e desta vez, finalmente perdi.
Incomunicável cá estou já faz 1 mês, celular só semana que vem.
Novo número, vida nova, nova agenda, bem mais leve e colorida, bem mais bacana.
Então é isso, só no telefone de casa e pelo e.mail
*
*
*
*
*
*
É que a Vanessa me mandou mensagem já faz um mês, me disse hoje que eu nem tchum pra ela, por que não respondi.
Achou que eu não gostava mais dela. Na verdade eu nem recebi!
Vanessa, sem tchum nem chances de eu não gostar mais de alguém como você que tem uma risada tão engraçada .
Liga aqui pra casa e manda mensagem só para o e-mail.
Te devo 3.
Um beijo.

Comentários

  1. Pois eu perdi meu celular de forma trágica semana passada: caiu na água de enxurrada, da chuva forte que fazia em Goiânia. Foi triste, mas agora eu tô menos preocupada com a vida. Sei que ninguém vai me ligar, mesmo. (:

    beijo

    ps.: adoro o seu blog!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Árvores Floridas

Ser.

É a vida!