Amores dignos.



"Se todos nós somos estruturados por esse sentimento de falta, que procuramos preencher amando, toda relação tem sua dignidade. Não existem amores indignos, ou de que envergonhar-se, porque toda experiência corresponde a exigências profundas do indivíduo."

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Árvores Floridas

Ser.

Amores mortos