Uma canção sobre as ciências.



* Para ler no ritmo de "O xote das meninas" ou, "ela só quer, só pensa em namorar"
de Luiz Gonzaga.




Uma canção sobre as ciências.

Dona Ciência, arrependida
brigou com seu Narciso
mandou ele enxergar
*
Que a Verdade não é rainha
que para além do espelho
Há muito para olhar
*
Que o Reducionismo é maldito
não gosta do humano
e nunca vai casar
*
Dona Ciência...ela só quer, só pensa em namorar!
*
Que nessa vida não há uma só regra
um único modelo
E o Relativo é um sujeito bom de amar.
*
E a Certeza é velha morta
e a Liberdade bem difícil de encontrar
*
E cada um é diferente
e que no humano
tudo pode variar
*
Ela só quer, só pensa em namorar
*
Dona Moral anda maluca
inventa lei
que justifica até matar
*
Que gosta muito
de ditar ordem,
que homem feito deve mesmo se enquadrar
*
Dona Ciência, entristecida
depois de tanta coisa
começou a duvidar
*
Já fez as malas e vai embora
Não quer mais nem um minuto
ficar por lá
*
Dona Ciência? Só quer, só pensa em namorar!
*
Deixou pra trás Dona Verdade, e seu Narciso e a Moral
que estão lá muitos espantados
rezam para Certeza, que venha lhe ajudar.
*
Pedem juízo para Ciência
que nem mesmo com o poder
ela agora quer brincar.
*
Dona Ciência, só pensa em namorar!
*
Anda com gente bem duvidosa,
desencontrada, só quer dançar
Vive dizendo que descobriu, que não existe uma forma única de amar.
*
E que a convicção é uma assassina,
e a curiosidade
guriazinha pra criar.
*
Ela só quer, só pensa em namorar!
*
E foi embora com a Liberdade
disse que Narciso pode mesmo se afogar
e a Moral e o Poder que vão juntos se danar!
*
Ela só quer, só pensa em namorar.

Apaixonada por Relativo
Dona Ciência, só pensa em beijar!!

Ela só quer, só pensa em amar

Dona Ciência quer mesmo se casar!!

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Árvores Floridas

Ser.

É a vida!