quinta-feira, 1 de julho de 2010


"No fim destes dias encontrar você que me sorri, que me abre os braços, que me abençoa e passa a mão na minha cara marcada, na minha cabeça confusa, que me olha no olho e me permite mergulhar no fundo quente da curva do teu ombro. Mergulho no cheiro que não defino, você me embala dentro dos seus braços e você me beija e você me aperta e você me aquieta repetindo que está tudo bem, tudo, tudo bem."


Caio Fernando Abreu

4 comentários:

  1. Ah, que delícia, Andréa!
    Me fizeste lembrar de uma época deliciosa em que quem dizia: "está tudo bem, meu... está tudo bem...", era eu.
    Algumas coisas ficam indelevelmente marcadas.
    Que bom que seja assim.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Caio-zinho bombando nos Sex'n'blog!!!!!
    *_*

    ResponderExcluir
  3. Lindo Déia, de acolher o coração...
    bjos querida

    ResponderExcluir