Complicando o simples, facilitando o complicado.



Invadida de uma sinceridade destruidora ando assim. Me pergunta, eu digo.

Oi tudo bem?
Resposta convencional: tudo e vc?

É cumprimento sem sentido. Normalmente as duas respostas são falsas. Por isso me restrinjo ao básico "Oi, olá" já que não quero falar do meu tudo bem e nem quero saber do tudo bem real do outro. Quando realmente quero saber do outro pergunto "como vc está?". Se não for assim, é mentira minha.

Não gosto que me perguntem tudo bem(?), tenho o hábito de dizer a verdade . O que torna complicado o simples e aborrecido demais o complicado.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Árvores Floridas

Ser.

Amores mortos