Saudades elefantes...



Eu tenho saudades que são saudades de elefantes
Essas saudades são bem grandes, gordas, cinzas, empacadas.
Chegam e teimam em não partir.
Algumas vezes, meus elefantes, vem sozinhos, noutras chegam aos montes, uma "elefantéia de saudades".
Entram gordos, arrombando portas, sentam bem no meio da casa.
Gosto dos meus elefantes.
Não reclamam, não gritam, nem desesperam, apenas surgem e ocupam um espaço imenso.
Ficam lá, tranquilos, denunciando faltas, apontando ausências com suas trombas esquisitas.
O única coisa possível a fazer é dizer aos donos dos meus elefantes
"Tenho uma saudade elefante de você".
Então eles partem, para outro dia retornar
Lembram sempre, meus gordinhos, que afeto não foi feito para economizar.
Que amor elefante a gente tem que comunicar.
Minhas saudades elefantes tem o tamanho dos meus amores.
Meus elefantes são imensos!
É que não sei amar pequenininho.

Comentários

  1. Que saudades de textos tão lindos, que só vc sabe escrever.
    Um doce!
    vou colher...
    bjo meu

    ResponderExcluir
  2. Que lindo texto! AMEI!!! Vou abrir um espaço no meu blog para as citações de amigas blogueiras, e peço a tua permissão para abrir com esse post!!!
    Beijoca:))))))

    ResponderExcluir
  3. Que fofo Andrea.. bjs e ótima semana!

    ResponderExcluir
  4. Mto,mto,mto lindo!
    "É que não sei amar pequenininho"
    Posso postar no meu blog?

    ResponderExcluir
  5. Claro gurias, podem levar meus elefantes para onde quiserem!

    Bjs!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Árvores Floridas

Ser.

Amores mortos