Vergonha alheia.

Confusão em blitz envolve policiais militares e desembargadora do Tribunal de Justiça
Vídeo interessante e interessante também a observação da desembargadora.
A desembargadora veio com o velho papo do "você sabe quem eu sou?"
"Que agressividade você estão, parece que estão lidando com algum deliquente".
Com deliquente vale, não é mesmo?
Mas a melhor frase, dita pelo policial. "A lei é igual para todos, ela sabe disso".
Sabe? Nossa! Se ela não sabe, então...é a velha frase "faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço".

Vamos de Renato...

"Que país é esse? E ainda acreditam no futuro da nação"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Árvores Floridas

Ser.

Amores mortos