Confissões de uma sedutora.

Minha vida inteira seduzi, por absoluto tédio.

Tédio de viver.
A ausência de sentido sempre me movimentou na direção do outro, sobre quem derramei meus encantos.

Em nome do tédio que é nada sentir, inventei amores.

Por desespero, curiosidade, teci enganos.

Traiçoeira, libertina

Criei mil véus de ilusões

No secreto desejo de ser por ele vencida.

Jogo a rede.

Não me prenda.
Outra vez.
Tenho tempo?
____________
Lou.Lou.

Comentários

  1. Dia sempre ameno, tudo levado nas pontas dos pés. Ausência de dor, sofrimento e prazer...
    O velho e conhecido tédio de um contentamento insuportável.
    Beijo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Árvores Floridas

Ser.

Amores mortos