quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Amor pelo avesso.


Fragmentos de verdade cortavam a distância.
Trazia nas mãos pequenos espelhos que refletiam sons ácidos de fundo rosa.
Tocavam com cuidado aquilo que não podia ser dito.
Era difícil encontrar, e distraídos encontraram.
E de um jeito novo, todo invertido, construíram juntos um espaço indizível.
Lugar de encontro, daqueles que amam pelo avesso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário