Uma observação.



Tem uma situação em que gordura é fundamental.
No abraço.
O melhor abraço é o abraço de gente gordinha, sem dúvida.
O abraço do gordinho faz com que a gente se sinta automaticamente amado. Eu me sinto amada quando abraço gente gorda. É um aconchego, não há escapatória, o outro nos envolve inteiro.
Já abraço de gente magra é de uma aridez dramática. Osso batendo, nada encaixa, desajeito.
Os magros não foram feitos para abraçar, parecem ter sempre pouco a oferecer. Os magros não foram feitos para o amor, os muito magros não foram feitos nem para o sexo. No máximo podemos lhes dar um carinho nos cabelos ou um tapinha nas costas, de pena.

Comentários

  1. Eu amo teu abraço!
    É um aconchego, um afago...
    Estou com saudades tuas.

    ResponderExcluir
  2. Tapa nas costas quebra, flor!

    rsrsrs

    Um beijo

    ResponderExcluir
  3. hehehe... é cada uma que me aparece... hehe

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

É a vida!

Ser.

Árvores Floridas