Homens de honra.



Pra recuperar os dias de aula perdidos por causa da gripe suína, aqui no sul, as crianças tem tido aulas aos sábados. Hoje é sábado, 6:40 já estava em pé, delicia. Mas como nada se perde tentei fazer algo bom no silêncio da manhã. Já assisti dois filmes até o momento. "Perfume de Mulher" e "Jornada pela Liberdade". Este último eu tenho em DVD e já assisti algumas vezes, hoje passou na televisão, vi novamente.

Jornada pela Liberdade foi inspirado em uma história real. O filme conta a vida e a luta de William Wilberforce, líder do movimento abolicionista britânico. Willian inicio jovem a batalha pela aprovação de uma lei que proibisse o tráfico de negros na Inglaterra. Conseguiu.

A história de vida dele é emocionante. Nos dias que quero uma injeção de ânimo e vida, coloco este filme e assisto o final. Me emociona sempre e no momento da aprovação bato palmas junto com a câmara. Sim, me empolgo em filmes.

Mas o que realmente me toca e sempre me vem a cabeça, e ao coração, é de que o mundo carece de homens de honra. O que quer dizer? Eu não sei bem, mas essa frase sempre aparece. Claro que sempre houveram homens de honra e homens medíocres em qualquer tempo e lugar, e os de honra sempre foram excessão. No entanto, hoje, em especial, no nosso tempo, o mundo parece ter sido dominado pelos homens medíocres. Homens medíocres, jovens medíocres, vidas medíocres...

Há muitas batalhas para serem travadas, no entanto a maioria das pessoas travam suas maiores batalhas com o negativo do banco. E não desconsidero aqui a necessidade de sobrevivência, só registro é que as pessoas transformaram isso em suas maiores batalhas. Desistiram das batalhas internas, aquelas que devem ser travadas dentro de cada um de nós. Batalhas contra nossos preconceitos, cegueira e ignorância. E essa já é uma imensa tarefa, porque só após alguma vitória interna poderemos nos lançar em outras arenas.

A arena da vida, que carece de gente corajosa e sensível. No filme há um discurso interessante que fala disso, de que quando pensamos em grandes homens pensamos em homens como Napoleão, homens de violência que tem as mãos manchadas de sangue, não pensamos em homens de paz. No entanto, honra e coragem podem ser encontrados em campos de batalhas bem menos visíveis. A vida é feita de pequenas batalhas diárias. Todos os dias elas são travadas por pessoas comuns que conseguem manter a dignidade apesar de tudo, sem desesperar. Pais que conseguem se fazer presentes e ter coragem de impor limites, apesar da falta de tempo que a necessidade de trabalho lhes exige. Mães que educam sozinhas, corajosamente, suas crianças sem perder a ternura, homens que conseguem manter o respeito mesmo quando são seguidamente desrespeitados. E passam isso adiante, sem o medíocre jeitinho brasileiro, sem desculpas, sem pegar o caminho mais fácil.

É assustador quando se vive em uma sociedade em que o maior feito de um sujeito é conseguir participar do BIG BROTHER! É assustador ver o que nossas crianças tem almejado ser, e estimulados!

Nasci no tempo errado ou no planeta errado. Estava quase trocando, mas o Albano sugeriu que eu não mudasse ainda. Vou tentar ficar um pouco mais. Ainda existem algumas batalhas para serem travadas, se não por mim, em nome dos meus filhos.

Honra e coragem. Parece estranho, ridículo, utopia?

Mas tente, e repita em voz alta, honra e coragem, honra e coragem, honra e coragem.

E vai que a gente lembre o que significa?

Comentários

  1. Homens e mulheres de honra existem, não são miragens que confundem nossos sentidos, embora que às vezes nos sentimos perdidos nas desertificações das cidades que habitamos. Mas tal tuaregs pessoas como você e eu são nômades que tanto podem migrar geograficamente em busca de um oásis qualquer. rizomaticamente sem sair do lugar, aceitando os movimentos descontínuos a que nos submetemos por aceitarmos viver em devires. "Dormimos um, acordamos outro" diria eu pensando em Fernando Pessoa.
    Andréa, te leio tantas Andréas que nem podes imaginar. Cada movimento, cada sensibilização, cada resgate do cotidiano que deixa de acontecer assim que nós o vivenciamos e você: Joana D'Arc enlouquecida em busca da utopia que marca de tantas Andréas, a sua essência, não divina mas cósmica e que você a busca com tanta honra e dignidade: o mais belo legado para teus filhos, teus amigos e teus amores, todos evanescentes, todos eternos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Árvores Floridas

Ser.

É a vida!