Pensamentos bizarros...bizarros pensamentos.

Costumo ter pensamentos estranhos, coisas esquisitas mesmo...e ontem fiquei pensando na palavra como representante de algo e de como muitas vezes a palavra diz exatamente aquilo que queria dizer. Entendeu? Bom, explico...

RocAmbole: não te parece uma palavra que diz de algo que vai se enrolando todo?
Soletre e perceba, a boca enche de ar e nunca fecha, como se houvesse um ovo na boca.
Poderíamos dizer assim quando achamos alguém muito enrolado, "o fulano é muito rocAmbole", ou enamorados "eu queria me rocAmbole toda em você".
Sapato: já sapato parece representar melhor um chinelo, porque sapato dá impressão de coisa livre e que salta. Fale sapato e perceba como sua boca fica saltitante. O "to" talvez poderia ser substituído por "ti",ai saltava mais, pois "to" dá tom sério demais a palavra.
Mondongoa perfeita tradução sonora e escrita do que é um mondogo, esse negócio horroroso de se comer. Por exemplo, mondongo não poderia significar "amor", imagina um sujeito lhe dizendo todo romântico "Meu "mondongo", eu te "mondongo" tanto. Credo!

Língua: para pronunciar a palavra língua,é necessário usar bastante a língua. Observe. Quando você fala "lin" sua língua bate no seu da sua boca, atrás dos dentes, e o "gua" faz aquele som fluido de "agua" fluída e elástica como uma língua molhada deve ser.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

É a vida!

Ser.

Amores mortos