Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2009
Imagem
A.MO.R




Minha natureza...

Imagem
Sou chama alta Incendeio, viro pó Voo no vento e caiu água
Desabo em chuva, trovoada viro enchente Sou tudo e nada
Retomo o curso saio da estrada leito das águas apaziguadas
Sou flor nutrida alimentada Sou beira do rio sou tudo e nada
Sou pedra bruta e fortaleza Sou violência e sou beleza.

Do que você tem medo?

Imagem
Eu tenho medo do escuro. Morro de medo do escuro. Odeio ter que dormir sozinha.
Na verdade tenho medo do que o escuro guarda.E vai que aparece um espírito! Claro que não acredito em espíritos, mas sei lá, espíritos são como um grande amor, a gente só ouve falar, nunca viu nenhum, mas segue na esperança de encontrar. Grande amor?Claro que eu não acredito! Mas vai que de repente aparece?A gente não acredita, mas é melhor se prevenir, porque susto já matou gente boa. É...pois é.

Gizele-jaca.

Imagem
Fiquei pensando Gizele, na aspereza e no nosso encontro. E em todas as nossas meias-conversas, que nunca são inteiras por falta de tempo. De como você inverte as falas para melhor se entristecer. E de como, quando você faz isso, preciso segurar na tua mão de forma firme e doce e te repetir pausadamente, que não é isso Gizele, você entendeu errado. Das suas verdades duras, quero que saiba, que são imprescindíveis. Que você sem elas, é só metade, é quase, e quase você sabe nunca me interessou. Que é desse encontro, frente à frente, áspero e doce de que somos feitas. Nascemos ásperas Gizele, assim quis a vida, e disso ninguém nos salva. Nascemos jacas maduras e desconfiadas. Ásperas, doces e suculentas, claro. Nosso amor é rude, não sabemos ser rosas, mas sabemos ser fortes. Eu não quero amiga-rosa, eu quero amiga-jaca. Não acredito em gente rosa. Não acredito em gente feliz. Esse tipo de gente é quase, e quase é morno, é médio. E você sabe, nossa inteligência não permite. Em todos os encontro…
Imagem
Não há grandes dores em grandes arrependimentos, nem grandes recordações. Tudo se esquece, até mesmo os grandes amores. É o que há de triste e ao mesmo tempo de exaltante na vida. Há apenas uma certa maneira de ver as coisas e ela surge de vez em quando. É por isso que, apesar de tudo, é bom ter tido um grande amor, uma paixão infeliz na vida. Isso constitui pelo menos um álibi para o despero sem razão que se apoderam de nós."
ALBERT CAMUS

Inteligência é o maior afrodisíaco que um homem pode oferecer

Imagem
Nem de longe é a beleza de um homem que encanta a mulher. Para a sorte de vocês (ou azar, vai saber...), nosso barato é diferente, e pode ser definido, entre outras coisas, como "virilidade". Essa definição tem muito pouco a ver com coçadas supostamente discretas nos testículos, cuspidelas na sarjeta ou exaltação do sistema nervoso diante de 22 homens suados correndo no gramado, imbuídos do espírito de encaçapar a gorduchinha.Vai muito além da testosterona exacerbada.Tem a ver com autoconfiança, sempre.E com perspicácia, qualidade muito rara num homem.

Ou você pensou que seria fácil? Não ligamos para barriga, careca ou pneuzinhos, até porque sabemos muito bem que nada disso atrapalha, tanto quanto o seu oposto pode ser absolutamente desprovido de encantos se não vier acompanhado de um perfil psicológico substancioso.

Mas o que afinal de contas isso quer dizer, nunca te explicaram. Então lá vai. Voltemos à virilidade. Acho que poucas coisas nesta vida são mais eróticas e prov…

O canalha

Imagem
O problema não é o canalha.O problema é o canalha analisado!

Dois do mesmo.

Imagem
Era seu melhor segredodele nada tinha a dizer.Eram dois, no espaço do invisívelDois do mesmo,e se sabiam.

Qualquer lugar.

Imagem
Bilhetes comprados.
Seguro forte a tua mão. Chego junto Fecho os olhos
O trem já vai partir
na direção de "Qualquer lugar". * Lá,
O medo mora lá em "Qualquer lugar"
ao lado das coisas boas
e de todo o risco.

*

Forte.
Me abraça forte.
O trem já está partindo.
Me aperta firme no teu peito.
Eu sei, tu sabes
A viagem vai ser boa.
* "Qualquer lugar"
você e eu
num dia de sol.

Construindo a igualdade de gênero.

Construindo a igualdade de gênero. Gênero é algo construído dentro de uma sociedade. As pessoas nascem com caracteristicas biológicas, masculinas ou femininas, mas para a sociedade, existem comportamento que são considerados coisa de homem e outros de mulheres. Se um homem dança balê, ele pode ser considerado afeminado para a sociedade, mesmo tendo as caracteristicas de um. Para construirmos a igualdade de gênero, teremos que ver onde essa luta começou, na França, e não faz muito tempo. Por várias décadas as mulheres não tiveram muita escolha, tinham que casar e ter filhos. Quando estes chegavam, a mulher tinha que cuidar deles e da casa. Já o homem como não engravida, estava livre, e então tomou o mercado de trabalho. Por isso, a mulher ficou em desvantagem e hoje em dia ainda existe muita desigualdade e preconceito por parte dos homens. As coisas começaram a mudar com a chegada do anticoncepcional, a mulher poderia optar então em ter ou não filhos, não tendo filhos ela poderia estudar …

Minha loucura,Gisele e os brotos de trevo..

Quer saber, eu não ando bem, cada vez mais estranha, cada vez pior. Ou seria melhor? Não sei ao certo, mas também não importa.Nunca me importei. Gisele diz que ninguém mais estranha minhas esquisitices. Disse sorrindo "tu sempre foi meio louquinha". Gisele tem o hábito de dizer sorrindo certas verdades ásperas, para logo ficar com ares sérios e pedir desculpas. "desculpa, sou tua amiga, tenho que te dizer". Olha Gisele, eu sei, sou esquisita mesmo, sempre fui e vez ou outra as pessoas me diziam isso. Algumas vezes isso era uma acusação, outras elogio, de qualquer forma nunca me importei muito. Vários dos meus colegas de mestrado me acusavam de loucura. G.B com frequência. Na maioria das vezes minha loucura passa despercebida. Afinal de contas não me encaixo muito na figura da louca. Meu cabelo loiro me empurra mais para burrice, e meus decotes generosos distraem a torcida da maioria das minhas esquisitices. Afinal o que realmente não se perdoa, nesse nosso país machis…

Amor virtual...

Imagem
@ @ @ @ "Amor virtual se acaba mal, deixa você COM-PUTA-DOR!!" @ @ @ @

Brincando com a dor...

Imagem
"Todas as manhãs levanta-dor da minha saudade"

Brincando com a dor...

Imagem
"Nos dias de solnega-dorNos dias de chuvarega-dor"

Brincando com a dor...

Imagem
"Pego o meu lápis

e aponta-dor

na sua direção"

Inversões da modernidade e a vaidade.

Imagem
Enquanto umas querem crescer antes do tempo, outras não querem crescer de jeito nenhum!



O mundo está ao contrário e ninguém reparou.

Dicas bizarras de beleza...

Imagem
Minha dica de beleza é a seguinte... Na academia você deve malhar a parte da frente do corpo, a detrás está definitivamente perdida. E, afinal, o que os olhos não vêem o coração não sente. Eu não tenho olhos nas costas, portanto não posso avaliar a situação da parte traseira do corpo. E lembre-se a primeira impressão é a que fica, por isso, NUNCA, em hipótese alguma vire-se de costas para seu pretendente antes de ter CERTEZA que ele já está apaixonado por você. Porque quem ama o feio, bonito lhe parece!

Pensamentos bizarros sobre a modernidade - silicone.

Imagem
A geraçãosilicone vai morrer, natural, e vai provocar uma situação interessante. No futuro os coveiros vão abrir o caixão e lá vai estar o esqueleto, ou suas sobras, e aquelas duas esferas circulares endurecidas bem no meio do caixão. O coveiro vai entregar para família a caixinha com os restos mortais e uma sacolinha a mais contendo o silicone. Você já pensou nisso? Além, claro, de representar a resistência do feminismo. O coveiro abre o caixão e sabe, de cara, "aqui jaz uma mulher". Mulher até depois da morte.
E caso a sujeita seja cremada, seus lindos peitos irão explodir! Sim, no momento em que o corpo queima o silicone explode, pois possui um derivado do petróleo...pois é.

Imagem
Dobro-me em dores na tua ausência Este corpo febril que já não sente. * Resignada rasgo meu ventre com as mãos em sangue Te entrego este útero em contração. * Um feminino que morre em agonia Dilacerado... * Cego meus olhos que já não querem ver Arranco estes seios que já não servem * Feminino que morre em lenta agonia * Corto pedaços destes lábios mortos Carne rasgada nas minhas pernas nuas. * Dilacerada lavo-me na dor
Feminino que morre em lenta agonia...

Novo livro de Luis Alberto Warat

Imagem
Peguei emprestado lá do blog do Alexandre...
http://alexandremoraisdarosa.blogspot.com/



"Saiu o novo livro de Luis Alberto Warat. Tive o prazer de fazer um dos prefácios. O outro é do Albano Pepe. O livro é especial e apresenta um novo momento da fantástica vida dele."
Imagem
Meu corpo consumido nesta longa saudade Do teu corpo, amor que me traz vida.
Deste corpo que só pulsa se te sente.
Que não tem sabor
sem tua boca, sem teu suor,
tua saliva.


Toca meu rosto
com tuas mãos carinhosas
E faz meu coração
bater outra vez.


Percorre suave
os contornos do meu corpo
que ganha forma
no encontro do teu olhar.


Deságuo inteira
meu amor nesta saudade
E fecho os olhos
para poder te encontrar.

Das coisas importantes...

Imagem

Sonhar teu corpo...

Imagem
"Ontem sonhei teu corpo, e sonhar-te inteiro me alivia a alma"

Andréa.
* * OUTUBRO NEGRO PASSOU... * *** *

Pensamentos bizarros...bizarros pensamentos.

Imagem
Costumo ter pensamentos estranhos, coisas esquisitas mesmo...e ontem fiquei pensando na palavra como representante de algo e de como muitas vezes a palavra diz exatamente aquilo que queria dizer. Entendeu? Bom, explico...
RocAmbole: não te parece uma palavra que diz de algo que vai se enrolando todo?
Soletre e perceba, a boca enche de ar e nunca fecha, como se houvesse um ovo na boca. Poderíamos dizer assim quando achamos alguém muito enrolado, "o fulano é muito rocAmbole", ou enamorados "eu queria me rocAmbole toda em você". Sapato: já sapato parece representar melhor um chinelo, porque sapato dá impressão de coisa livre e que salta. Fale sapato e perceba como sua boca fica saltitante. O "to" talvez poderia ser substituído por "ti",ai saltava mais, pois "to" dá tom sério demais a palavra.
Mondongo?É a perfeita tradução sonora e escrita do que é um mondogo, esse negócio horroroso de se comer. Por exemplo, mondongo não poderia significar &qu…
Imagem
O nunca mais é o que me atormenta. E essa falta que teima em doer. Trinta dias e você ainda não voltou. Trinta dias de falta e uma casa mais vazia.

Cabaret Macunaíma - Buenos Aires.

Imagem
Fico sem palavras para definir o que foi o "Café Macunaíma" de Buenos Aires. Todo os momentos com o grupo foram especiais, e o Café Macunaíma, foi o grande final. O Luis tomou o centro da cena para dizer o uma frase que me marcou "O Café Macunaíma é a forma de resgatar o corpo que o Direito me roubou", a idéia geral da frase é esta. Fantástico! Aquilo tudo que o Direito captura... O café é essa grande proposta de resgate da sensibilidade. Uma proposta de resgate que vai muito além do Direito, sem dúvida, é um resgate do afeto enquanto sociedade. Precisamos deixar de chafurdar na violência e tirar do altar da modernidade essa racionalidade desprovida de afeto. Em que momento começamos a acreditar que razão e sensibilidade não caminham juntos? Em que momento passamos a acreditar que sensibilidade é menos? Muita coisa aconteceu por lá, e eu sempre lenta fico um tempo processando as informações e os sentimentos...Quando o Luis dizia que nas escolas da magistratura deve…

Luis Alberto Warat.

Imagem
Eu já havia ouvido falar que ele tem o poder de transformar as pessoas. Já havia ouvido também que ele era genial e apaixonante. E assim, distraída fui me aproximando e descobri que ele é mais, muito mais que isso. Que além de especial, ele É aquilo que escreve. E isso para mim é fundamental, ser congruente. Congruente com a vida.
Quando senti que ele estava chegando na minha vida, para ficar, senti também os ventos da mudança. Mudanças de vida. Como professora, psicóloga, e principalmente como pessoa.
Meus sentidos não me trairam, essa sintonia, tudo que dizemos sem dizer e o quanto ele me (re)conhece sem que eu nem mesmo saiba...Ele sabe de mim sem que eu precise dizer nada!
E me fez descobrir coisas lindas em mim. Me fez descobrir que sou sensível e que faço poesias.
O que mais se pode dizer para alguém que nos faz descobrir coisas tão bonitas? E ainda me inspira a falar de amor.
Luis, como diz a música, "eu tirei a sorte grande quando te encontrei". Fui muito bom estar com voc…