Um amor bem clichê.


Vem que eu não tenho mais tempo. Vem logo, me beija e me leva pra junto de ti.
Vem que a vida não para. Que de olhos fechados eu sei, é felicidade o que sinto por ti.

Vem que eu já tive de tudo, que eu tenho muito e quando me abraças esse muito e nada, e nada é o que eu sinto se estou longe de ti.

Vem que eu tenho pressa. Que esse amor é urgente, que eu sei, você sabe, que é especial o que existe entre a gente. Que esse afeto não cabe na conta,e no nosso silêncio te digo que sim.

Vem que sem teu sorriso não faz mais sentido.
Que sem teu suor eu morro de sede.
E que eu só respiro se sinto teu cheiro.

Vem logo, ligeiro que já perdemos muito tempo.
Te apressa e vem viver esse amor bem clichê.


Andréa.

Comentários

  1. Pior!
    Quando escrevi estava pensando em algo do tipo "Nosso amor musicalizado".
    Pegou bem querida!
    Beijos!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

É a vida!

Ser.

Árvores Floridas