*
*
*


Que procuras ?

Tudo.

Que desejas ?

Nada.

Viajo sozinha com o meu coração.

Não ando perdida, mas desencontrada.

Levo o meu rumo na minha mão.

A memória voou da minha fronte.

Voou meu amor, minha imaginação ...

Talvez eu morra antes do horizonte.

Memória, amor e o resto onde estarão?

Deixo aqui meu corpo, entre o sol e a terra.

Beijo-te, corpo meu, todo desilusão !

Estandarte triste de uma estranha guerra ...

Quero solidão.



Cecilia Meirelles

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Árvores Floridas

Ser.

Amores mortos